Caça&pesca&natureza

Olá!
Bem-vindo ao cães-caca-pesca-natureza , Esperamos que goste do nosso fórum!
Se ainda não faz parte do fórum, clique em "Registrar-se" para conferir os mais diversos assuntos .
Atenção depois de fazer o resisto a primeira coisa a fazer é ler as nossas regras e depois logo em seguida fazer a sua apresentação e depois participar em força
Obrigado a todos são os votos do fórum Cães&Caça&pesca&natureza

Atenção os utilizadores têm 5 dias úteis para se apresentarem se não o fizerem as suas contas bom ser apagadas de imediato

Caça&pesca&natureza


 
InícioInício  PortalPortal  GaleriaGaleria  Registrar-seRegistrar-se  LoginLogin  
.Untitled-2.picnikfile_77qB1F.001.vale_do_trevo_banner.customLogo.logocmcc.CABEAL~1

Compartilhe | 
 

 Emergências veterinárias com cães de caça

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
patrick_lgs
Caçador Veterano ;-)
Caçador Veterano ;-)


Número de Mensagens : 1208
Idade : 44
Localização : Lagos
Data de inscrição : 15/04/2010

MensagemAssunto: Emergências veterinárias com cães de caça   Qui Jul 15, 2010 10:58 am

Encontrei esta informação...e achei que podia ser util para alguem.






Nesta
altura do ano, os cães de caça vivem a altura mais feliz do ano, mas os
acidentes acontecem e devemos estar preparados para eles:

Traumatismos
Graves

1. Fracturas e contusões: são sempre
provocadas por impactos muito violentos sobre a estrutura
músculo-esquelética (ex. quedas altas), ficando o cão com um coxeio
agudo, sem apoiar o membro, inchaço, crepitação no local da lesão e dor
evidente. Embora não sejam urgências médicas (excepto se forem fracturas
com osso exposto, pois o risco de infecção é grande), convém sempre
imobilizar a fractura ou contusão desde a articulação sã a montante e
jusante da lesão, cobrindo primeiro a lesão com compressas ou ligaduras,
aplicando depois um suporte rígido (ex. tala, pedaço madeira).
Transporte com cuidado até ao médico veterinário mais próximo.

3.
Ferida com hemorragia profusa: Em todos os casos, é necessário
comprimir a área hemorrágica com compressas ou panos limpos. Numa
hemorragia arterial (saída de sangue vermelho vivo em golfadas) é
preciso comprimir a artéria com a ajuda de um dedo ou realizar um
garrote com ligadura acima do ponto de hemorragia, não mais de uma hora,
pois a falta de circulação pode gangrenar o membro. O cão deve ser
levado com urgência ao médico veterinário.

4.
Traumatismo da coluna vertebral: a lesão pode ocorrer a nível da coluna
cervical, torácica, lombar ou sacrococcígea, originado diferentes
problemas neurológicos de acordo com o local da lesão, criando
paralisias parciais ou totais associadas a uma dor intensa. O cão deve
ser levado com urgência ao médico veterinário, mas antes convém que o
cão ferido seja açaimado e transportado de forma que a cabeça, tronco e
bacia estejam alinhados e imóveis.

5. Tiros nos cães: É
um dos acidentes mais frequentes nos cães de caça. Como se deduz,
as consequências do tiro acidental no cão dependem da zona do corpo
atingida, sendo a cabeça e terço anterior dos cães as mais atingidas,
originando lesões muito variadas.
O que deve fazer nestes casos
passa por comprimir as feridas que sangram e transportar o cão ferido o
mais rápido possível ao veterinário, a fim de ser avaliado e tratado
adequadamente

Insolação ou Golpe de Calor
Trata-se
de um aumento elevado da temperatura corporal acima dos 40,5°C, que se
não for tratada rapidamente pode ser fatal. É um acidente que ocorre
normalmente após períodos de exercício intenso num dia de caça
quente ou quando os cães são expostos num ambiente fechado a elevadas
temperaturas (ex. os atrelados deixados ao sol, excesso de cães nos
atrelados, cães dentro de automóveis).
Os sintomas mais frequentes
do golpe de calor são: respiração rápida e difícil, salivação
excessiva, mucosas gengivais de cor vermelha intensa, prostração,
convulsões e morte. Daí, é fundamental agir rapidamente de modo a baixar
a temperatura do cão recorrendo a banhos de água fria, toalhas molhadas
com gelo sobre o corpo, nomeadamente sobre as virilhas e abdómen, e
removendo o cão do local quente.
A prevenção destas situações
passa por:
• Realizar as viagens durante os períodos mais frescos;

Evitar sobrelotação de cães nos atrelados;
• Colocação atrelados
em locais arejados e com sombra;
• Realizar pequenas pausas
durante a jornada de caça, para fornecer água fresca e se possível
suplementada com açucares e sais e refrescar o corpo com água.

Hipoglicémia:

Muitos cães, nos primeiros dias de caça, devido ao esforço
extenuante e ao calor que ainda se faz sentir nesta altura, sofrem deste
problema que se deve a uma diminuição aguda do nível de açúcar no
sangue. Os sintomas são fraqueza repentina, colapso, cegueira e coma,
podendo sobrevir a morte.
Uma forma de prevenir passa por dar uma
boa refeição na noite anterior à caça e em levar sempre
consigo biscoitos ou ração e água fresca, que oferecerá ao seu
companheiro canino várias vezes durante a jornada. Faça também pausas
breves a cada hora de caminhada.

Envenenamentos
È
um acidente muito frequente nos cães de caça e pode resultar
quer de descuido quer de maldade.
O envenenamento pode ser
provocado por vários agentes, acontecendo com mais frequência as
intoxicações por estricnina, veneno de ratos do tipo anticoagulante,
herbicidas e veneno dos caracóis.
Nos envenenamentos por
pesticidas, estricnina e veneno dos caracóis, os sintomas mais
frequentes são salivação exagerada, tremores generalizados, convulsões,
micções e defecações involuntárias, respiração ofegante, rigidez dos
membros, colapso e morte rápida. A intoxicação por veneno de ratos do
tipo anticoagulante dá-se lentamente um a vários dias após a ingestão do
veneno, podendo originar hemorragias generalizadas (sangue nas
gengivas, urina, fezes, globo ocular, pele), respiração ofegante e
abdómen dilatado.
Caso suspeite de envenenamento, deve averiguar
ou descrever o veneno utilizado, tentando recolher amostras biológicas
(vómitos, urina e fezes) e material suspeito (invólucros, iscos), pois
serão informações muito valiosas para o veterinário e para futuras
acções judiciais.
Caso suspeite de envenenamento, deve
imediatamente (até quatro horas após ingestão do veneno) estimular o
vómito, forçando a beber água misturada em partes iguais com água
oxigenada ou sal de cozinha, excepto nos casos o onde se suspeite da
ingestão de tóxicos cáusticos ou se encontrar em colapso ou convulsões.
Nunca usar azeite ou leite, pois não provocam directamente o vómito e
podem ainda aumentar a absorção gastrointestinal do veneno. Em caso de o
veneno contactar com a pele, esta deve ser lavada com água fria e
sabão. Em qualquer caso, leve sempre o cão ao veterinário mais próximo.

Investidas
por caça
grossa:

Os cães matilheiros de caça grossa são o maior grupo
de risco. Este tipo de investidas pode causar diversas lesões, sendo as
mais graves as lacerações abdominais com evisceração e as perfurações
torácicas. Ambas as situações são urgências médicas, devendo o cão
ferido ser transportado com segurança o mais rapidamente possível ao
centro veterinário.
NUNCA tente reintroduzir as vísceras dentro do
abdómen, pois irá agravar a infecção abdominal, levando à morte do cão.
Pode tentar lavar com água limpa tépida diluída em betadine®
dermatológico a sujidade das vísceras e envolver a laceração com um
lençol ou toalha limpa. Nas perfurações do tórax deve-se comprimir as
lacerações com hemorragias e transportar o cão ao veterinário, a fim de
se avaliar as lesões internas torácicas. ATENÇÃO, pequenas lesões
superficiais no tórax e abdómen podem estar associadas a lesões internas
gravíssimas.

Seja cauteloso com os cães na caça, pois os
acidentes acontecem, e boas caçadas na companhia dos nossos maiores
amigos!
Voltar ao Topo Ir em baixo
brunoferraz
Caçador Veterano ;-)
Caçador Veterano ;-)


Número de Mensagens : 1803
Idade : 29
Localização : Santa Maria Da Feira
Data de inscrição : 28/03/2009

MensagemAssunto: Re: Emergências veterinárias com cães de caça   Qui Jul 15, 2010 12:19 pm

É sempre útil e esta bem resumida.
Voltar ao Topo Ir em baixo
coelhobravo
Caçador Veterano ;-)
Caçador Veterano ;-)


Número de Mensagens : 538
Idade : 44
Localização : Soure
Data de inscrição : 26/03/2010

MensagemAssunto: Re: Emergências veterinárias com cães de caça   Qui Jul 15, 2010 12:45 pm

Para quem acha que não se deve dar comida aos cães no dia de caça ao no dia anterior é bom que leia bem o que o amigo Patrick aqui postou, que é de grande interesse e utilidade para todos nós que gostamos dos nossos amigos de 4 patas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
pinho
Caçador Aprendiz ;-)
Caçador Aprendiz ;-)


Número de Mensagens : 205
Idade : 40
Localização : aveiro
Data de inscrição : 11/03/2010

MensagemAssunto: Re: Emergências veterinárias com cães de caça   Qui Jul 15, 2010 1:22 pm

fala que alguns caes, talvez os que estejam sempre fechados sem fazer exercicio quando chegarem ao primeiro dia e com bastante calor, acredito que sofram uma grande perda de glucose no sangue, agora se tiverem exercicio e estejam bem alimentados nao me acredito que vao sofrer algo desse genero.
mesmo se nao comerem no dia anterior ou no proprio dia de caça
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nuno Miguel
Caçador Veterano ;-)
Caçador Veterano ;-)


Número de Mensagens : 652
Idade : 27
Localização : castelo branco
Data de inscrição : 20/09/2009

MensagemAssunto: Re: Emergências veterinárias com cães de caça   Qui Jul 15, 2010 3:08 pm

eu acho que ninguem devia dar de comida no dia de caça se quer caçar, mas isto se quiserem caçar, agora é normal que se o cão está desfalecido deve-se dar mas só nesses casos, não é parar e dar comida e mais não sei o quê, porque não sei como são os vossos, mas os meus iam ficar moles e de pença cheia nem queriam era caçar e toda a gente sabe que uma pessoa de barriga cheia mal se mexe quanto mais os caes , exigir-lhes um esforço destes depois de comerem. eu nao dou de manha, nem na vespera a noite. comem na vespera de manha o que quiserem mas depois a noite já não comem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
podengos&coelhos
Caçador Veterano ;-)
Caçador Veterano ;-)


Número de Mensagens : 3305
Idade : 41
Localização : Viseu
Data de inscrição : 20/02/2008

MensagemAssunto: Re: Emergências veterinárias com cães de caça   Qui Jul 15, 2010 3:51 pm

O ano passado em Setembro convidei um amigo pra fazermos uma caçada aos coelhos pelo que ele levou uns 4/5 cães e eu levei o resto. Ao meio da manhã duas cadelas dele começaram a sentir-se mal, corremos logo pro carro dar água, ligamos ao veterinário da zona, corremos pra lá mas infelizmente uma das cadelas não aguentou e morreu na mesa do veterinário - e como é normal nestas coisas morreu a melhor - talvez por ser a que fez mais esforço.
Voltar ao Topo Ir em baixo
coelhobravo
Caçador Veterano ;-)
Caçador Veterano ;-)


Número de Mensagens : 538
Idade : 44
Localização : Soure
Data de inscrição : 26/03/2010

MensagemAssunto: Re: Emergências veterinárias com cães de caça   Qui Jul 15, 2010 3:57 pm

Na minha opinião acho que se deve dar comida as cães à vontade no dia anterior à caça, no fim da tarde principalmente quem caça o dia todo com os mesmos. Claro que não deve-mos empanturrar os animais durante a jornada de caça, mas ao almoço pode-mos dar algo ligeiro, nem eles comem muito se estiverem cansados, querem é beber e descansar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
miguel
Caçador Aprendiz ;-)
Caçador Aprendiz ;-)


Número de Mensagens : 219
Idade : 29
Localização : Beja
Data de inscrição : 22/01/2010

MensagemAssunto: Re: Emergências veterinárias com cães de caça   Qui Jul 15, 2010 4:12 pm

Nuno Miguel escreveu:
eu acho que ninguem devia dar de comida no dia de caça se quer caçar, mas isto se quiserem caçar, agora é normal que se o cão está desfalecido deve-se dar mas só nesses casos, não é parar e dar comida e mais não sei o quê, porque não sei como são os vossos, mas os meus iam ficar moles e de pença cheia nem queriam era caçar e toda a gente sabe que uma pessoa de barriga cheia mal se mexe quanto mais os caes , exigir-lhes um esforço destes depois de comerem. eu nao dou de manha, nem na vespera a noite. comem na vespera de manha o que quiserem mas depois a noite já não comem.

opiniões são opiniões, mas eu sou contra isso!

Quem não alimenta os cães na vespera que tente não comer duranto o mesmo periodo de tempo, e depois diga se conseguiu aguentar o dia de caça!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pmcm
Caçador Novato ;-)
Caçador Novato ;-)


Número de Mensagens : 52
Idade : 34
Localização : Cantanhede
Data de inscrição : 21/06/2010

MensagemAssunto: Re: Emergências veterinárias com cães de caça   Qui Jul 15, 2010 4:49 pm

Artigo muito util amigo Patrick, é sempre bom sabermos este tipo de coisas para podermos ajudar os nossos amigos numa primeira instância.
Cumprimentos,
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nuno Miguel
Caçador Veterano ;-)
Caçador Veterano ;-)


Número de Mensagens : 652
Idade : 27
Localização : castelo branco
Data de inscrição : 20/09/2009

MensagemAssunto: Re: Emergências veterinárias com cães de caça   Qui Jul 15, 2010 5:07 pm

acho melhor nem responder a isso pois já estive mais tempo sem comer e sem dormir nesta epoca de exames.... agora o que eu disse que não concorda? pela resposta que deu, acho que leu mal, mas contudo diga lá o que nao concorda. há e responda me a isso que eu depois respondo-lhe.
Voltar ao Topo Ir em baixo
sergio magalhaes
Caçador Veterano ;-)
Caçador Veterano ;-)


Número de Mensagens : 2063
Idade : 34
Localização : marco de canaveses
Data de inscrição : 29/07/2009

MensagemAssunto: Re: Emergências veterinárias com cães de caça   Sab Jul 17, 2010 8:53 pm

amigo patrick muito bem
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://podengos.portugueses@live.com.pt
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Emergências veterinárias com cães de caça   Hoje à(s) 10:38 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Emergências veterinárias com cães de caça
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Caça&pesca&natureza :: Os Cães :: Alimentação&saúde&Criação-
Ir para: