Caça&pesca&natureza

Olá!
Bem-vindo ao cães-caca-pesca-natureza , Esperamos que goste do nosso fórum!
Se ainda não faz parte do fórum, clique em "Registrar-se" para conferir os mais diversos assuntos .
Atenção depois de fazer o resisto a primeira coisa a fazer é ler as nossas regras e depois logo em seguida fazer a sua apresentação e depois participar em força
Obrigado a todos são os votos do fórum Cães&Caça&pesca&natureza

Atenção os utilizadores têm 5 dias úteis para se apresentarem se não o fizerem as suas contas bom ser apagadas de imediato

Caça&pesca&natureza


 
InícioInício  PortalPortal  GaleriaGaleria  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
.Untitled-2.picnikfile_77qB1F.001.vale_do_trevo_banner.customLogo.logocmcc.CABEAL~1

Compartilhe | 
 

 Relatos sobre cães inesquecíveis

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
coelhobravo
Caçador Veterano ;-)
Caçador Veterano ;-)
avatar

Número de Mensagens : 539
Idade : 45
Localização : Soure
Data de inscrição : 26/03/2010

MensagemAssunto: Relatos sobre cães inesquecíveis    Sex Nov 09, 2012 4:00 pm

Estou a criar este tópico em «homenagem» a um cão que ainda tenho e que espero que me possa acompanhar durante muitos anos. Assim como lei-o com bastante agrado relatos de alguns companheiros do forum que para eles têm ou tiveram o melhor cão do mundo julgo ser interessante ter um espaço no forum especial para esses grandes amigos de 4 patas.

Tenho e tenho tido vários cães muito especiais, mas tenho um que já me deixa saúdades apesar de ainda ser um grande caçador , chama-se GÚBIO já tem 10 é um basset fauve já não agarra tantos coelhos como agarrava à meia dúzia de anos atraz mas ainda nos vai surpreendendo, há pessoal que se pode surpreender por um basset agarrar assim coelhos, mas quem o conhece sabe bem do que estou a falar e há várias pessoas do forum que o conhecem. Já não levanta tanto como os putos da matilha pois já não consegue procurar tanto como eles pois esta velho e pesadão mas a seguir ainda dá cartas tem um vozeirão que coelho que o ouça tem que dar as pernas temos (n...) histórias com este cão. Antes nunca parava ao pé de mim agora já vem descansar um bocado. Eu digo-lhe sempre - Então Gúbio. Abana o rabo meio descascado do mato como quem diz lá vai o tempo em que não parava um minuto. Quando vou à caça com amigos que já caçaram com ele pois antes nunca ficava em casa. Perguntam sempre - Então não trouxeste o Gúbio. Agora já não o levo o dia todo ando a ver se o consigo poupar um bocado, apesar dele não concordar com a ideia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tomás
Caçador Veterano ;-)
Caçador Veterano ;-)
avatar

Número de Mensagens : 498
Idade : 26
Localização : porto salvo
Data de inscrição : 31/01/2011

MensagemAssunto: Re: Relatos sobre cães inesquecíveis    Sex Nov 09, 2012 4:25 pm

Amigo coelho-bravo muito boa história para sempre recordar!!!!! Esse e muitos lhe vão dar essas boas recordações!!!

Bom eu apesar de ser novo também tenho algumas histórias tal como a do amigo coelho-bravo.... desde que me lembro de acompanhar o meu pai esta cadelinha que já faleceu, sempre andou na matilha enquanto o meu pai caçava só e só aos coelhos. Chamava-se Esperança, uma podenga média cerdosa, que só começou a caçar aos 3 ou 4 anos sempre me disse o meu pai... que era de um primo dele que depois mais tarde o meu avo foi buscá-la para tirar umas crias, e o meu avo levava para o campo quando ia pastar o gado, e a cadela com os seus tais 3 ou 4 anos começou a abrir a caçar e o meu pai tirou-lhe umas crias e dessa ninhada saíram 4, e das 4 qual delas a pior,lol, não caçavam e tinham medo aos tiros nada que os pais tivessem, os pais caçavam e nada de medo aos tiros.
Continuando a falar da cadelita.... ela lá foi indo para a caça com o meu pai, e ficou a 2ª melhor cadela que a primeira era a Lacinha que também poderia contar uma história, que talvez meta, mas custa mais falar na Lacinha pois ela para mim era tal como uma irmã, era eu muito mais novo quando a Lacinha faleceu, tinha eu os meus 8 anos, chorei baba e ranho :( , mas prosseguindo com a Esperança. Quando eu tinha os meus 13 anos o meu pai deixou de caçar aos coelhos e dedicou-se aos cães de parar tal como agora, mas esqueceu-se que o filho já tinha o vicio dos coelhos e que grande vicio!!!!
Então os cães dos coelhos ficaram todos para mim... tinha a matilha que o meu pai me tinha deixado, alguns 15 cães, tudo a caçar, quase tudo a ir para a reforma, tudo com os seus 7 ou 8 anos excepto 2 ou 3 com 4 anos e um ou dois com 1 ou 2 anos talvez..... os reformados foram-se indo embora mas ficou a que eu mais gostava a ESPERANÇA. Muitas alegrias me deu e muitos coelhos me apanhou, em silvados, carrascos, pedras estevas era igual como ela os apanhava não sei mas era raro o dia de caça que não me trazia 1 ou 2 coelhos apanhados por ela e a mão :D que contente que eu ficava... já ela ia com os seus 13 anitos uma coisa inacreditável, já lhe tinha começado a cair o pelo do rabo e metade do lombo e já cobrada, mas se eu não a leva-se para a caça ou para os treinos era uma barulheira, então até aos seus 13 anos que sempre foi andando comigo, e lembro-me do último coelho que ela apanhou como se fosse hoje.... levei-a a ela e a mais 3 ou 4 cachorros que tinha, ela mete a cabeça dentro de um carrasco e começa a dar ao rabo e tipo que a rosnar, e eu já sabia que lá estava coelho, de seguida quando manda uma enfiada apanhou-me o coelho, matou-o mas deu-mo a mão e eu fiquei todo babado!!!!
Desde o dia dela apanhar o coelho tendeu sempre a piorar, sempre muito murcha, devia estar moída como é normal, muitos anos e de trabalho árduo, e numa noite em que era véspera de caça, eu fiquei no canil a ajeitar as coisas e a ver se os cães estavam todos em condições e como tal dar mimos a todos, e quando me sento no canil da Esperança ela deita-se ao meu colo com uma respiração muito fraca e fecha os olhos, pensei que tivesse cansada e adormeceu ali tipo os bebes, pensei eu, passados umas horas quando vou carregar os cães vou a abrir a porta do canil da Esperança e quando abro ela tinha falecido :( :( :( :( essa caçada nem foi a mesma, e os outros cães sentiram a falta dela, era uma grande ajuda....
Bom são estas histórias e os momentos que passamos com eles que masi tarde nos encheu de alegrias mas de tristeza pela perda deles....

Voltar ao Topo Ir em baixo
L.AGOSTINHO
Caçador Veterano ;-)
Caçador Veterano ;-)
avatar

Número de Mensagens : 426
Idade : 41
Localização : MOITA DO BOI LOURIÇAL
Data de inscrição : 17/09/2009

MensagemAssunto: Re: Relatos sobre cães inesquecíveis    Dom Nov 11, 2012 8:12 pm

O GÚBIO grande máquina , quando comecei a caçar ,este cão estava no topo dos cães achar coelhos e a seguir ,

sempre a latir com aquele vozeirão mato a cima mato a baixo , agarrar coelhos e trazer ao dono era lindo de se vêr ...

É um cão que só deixa fazer festas ao dono , parece o chefe da matilha ...

No campo de treino parecia que não sabia caçar , não ligava nenhuma ao latido dos outros , anda para tras e para

frente como se estivesse a passear , agora quando é na caça o caso muda de figura...

Ha muitas histórias de caça deste cão , podia contar várias , mas lembro-me de uma engraçada , uma vez fomos

as perdizes (farinheiras) , e eu não matei nenhuma (fui o único) , mas quando estavamos para ir embora ,para ir

mudar de zona para irmos aos coelhos , aparece uma perdiz , eu já tinha arrumado a arma ,estavamos ali na cavaqueira,

e um colega meu viu a perdiz pousar e diz para eu ir lá levantala para lhe atirar , e eu lá vou com a arma dele , deixo a

perdiz levantar e quando vou para atirar a arma estava trancada , perdi tempo e a perdiz chau chau...

Eles todos a gozar e a rir , claro ...

Estavamos para entrar nos carros e o Gúbio ainda não estava dentro da jaula , andava ali perto do dono para tras e para

a frente , os carros tinham ficado perto de uma barreira com umas silvas , estavamos a preparar para ir embora quando

o Gúbio em vez de ir para a jaula vai direito a barreira , mas sempre a olhar para tras , entra numas silvas e faz saltar um

coelho para o caminho ,que o meu colega matou ,que por acaso pensou , para ele ir para ali , não vai de balda ...

Mais uma ´´mágia ´´ do Gúbio ...

Hoje já é um cão mais lento achar , mas ainda dá uma pernita a seguir...

Gúbio vais sempre ser lembrado por quem teve o prazer de caçar contigo , eu ainda espero de matar uns coelhos á tua

conta.



Boas caçadas
Voltar ao Topo Ir em baixo
coelhobravo
Caçador Veterano ;-)
Caçador Veterano ;-)
avatar

Número de Mensagens : 539
Idade : 45
Localização : Soure
Data de inscrição : 26/03/2010

MensagemAssunto: Re: Relatos sobre cães inesquecíveis    Seg Nov 12, 2012 2:20 pm

É verdade Luís tambem o conheces bem. Tu também tens aí uma que tambem te vai deixar saúdades.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Caçador1979
Caçador Novato ;-)
Caçador Novato ;-)
avatar

Número de Mensagens : 2
Idade : 38
Localização : Braga
Data de inscrição : 14/11/2012

MensagemAssunto: Re: Relatos sobre cães inesquecíveis    Qua Nov 14, 2012 10:32 pm

A conclusao que posso retirar de vosas "historias" é de que, um cao inesquecicel será sempre aquele que nunca esquecemos! Obrigado pela materia agora em estudo. Um ate sempre Confrarada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Relatos sobre cães inesquecíveis    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Relatos sobre cães inesquecíveis
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Caça&pesca&natureza :: A Caça em Portugal :: Fauna Cinegética-
Ir para: